A Semana: 15 a 21 de dezembro


Nelson Rodrigues

Na nova edição do A Semana, quadro que relembra acontecimentos importantes na história da literatura, o destaque não vai para um só fato ou autor, como de costume. Desta vez, o protagonismo vai para uma data: 21 de dezembro. No mesmo dia, faleceram três grandes nomes da literatura mundial.

Há 33 anos, em 1980, a despedida foi no Brasil. O pernambucano Nelson Rodrigues, considerado um dos mais importantes dramaturgos e escritores brasileiros, morreu no Rio de Janeiro, deixando clássicos como O beijo no asfalto, Toda nudez será castigada e Bonitinha, mas ordinária.

Em 1940, os Estados Unidos perderam F. Scott Fitzgerald, recentemente lembrado devido ao lançamento do filme O Grande Gatsby, inspirado em seu livro homônimo e estrelado por Leonardo Di Caprio.

Em 1375, iniciando a “sina macabra” do dia 21, morreu o poeta Giovanni Bocaccio, autor de Decameron e responsável por transformar o título da obra-prima de Dante Alighieri, de A Comédia para A Divina Comédia.

Nos outros dias da semana, também não faltaram fatos importantes. Confira:

15 de dezembro: dia da proclamação de Machado de Assis como primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, em 1896. A cadeira 23, outrora do autor de Dom Casmurro Memórias Póstumas de Brás Cubas, já foi ocupada por nomes como Jorge Amado e Zélia Gattai e, hoje, acomoda o baiano Antônio Torres, que escreveu romances como Essa terra Um táxi para Viena D’Áustria.

16 de dezembro: nascimento, em 1865, do poeta fluminense Olavo Bilac, importante nome do Parnasianismo, fundador da Academia Brasileira de Letras e autor de clássicos como Via Láctea, poema iniciado com os versos “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo / perdeste o senso. E eu vos direi no entanto”. Nascimento da escritora inglesa Jane Austen, autora de Orgulho e Preconceito e Mansfield Park, em 1775.

17 de dezembro: nascimento, em 1905, do profícuo escritor gaúcho Érico Veríssimo, pai de Luís Fernando Veríssimo e autor de romances como O tempo e o vento e Olhai os lírios do campo. Também escreveu contos, novela, livros infanto-juvenis, biografia, narrativas de viagens e ensaios.

18 de dezembro: nascimento, em 1954, do italiano Cesare Battisti, envolvido em um dos mais polêmicos julgamentos dos últimos tempos. Condenado por terrorismo na Itália, ele vive no Brasil desde 2007 e não foi extraditado graças a uma decisão do ex-presidente Lula. Battisti é autor de diversos livros, como Ser Bambu e Minha fuga sem fim, publicados em português.

19 de dezembro: morte do escritor capixaba Rubem Braga, em 1990, no Rio de Janeiro. Considerado um dos melhores cronistas do país, com mais de 15 mil textos, é autor, por exemplo, de Ai de ti, Copacabana e O Conde e o passarinho.

20 de dezembro: nascimento, em 1947, do escritor pernambucano Raimundo Carrero. Natural de Salgueiro, no Sertão, é um dos principais nomes da literatura do estado, com obras como A história de Bernarda Soledade – a tigre do sertão e Somos pedras que se consomem.

Semana que vem tem mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s