10, 9, 8… Padre Antônio Vieira!


vieira

O novo 10, 9, 8… do Livro Leve Solto conta um pouco sobre a vida e a obra do jesuíta português Padre Antônio Vieira, que estaria completando 406 anos neste 6 de fevereiro de 2014. Nascido em Lisboa, o padre ficou conhecido por sua atuação como escritor e orador, inclusive no Brasil colonial.

Confira 10 curiosidades e fatos sobre o Padre Antônio Vieira, autor de sermões célebres, como o Sermão da Sexagésima e o Sermão pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as da Holanda.

10. Embora tenha nascido em Lisboa, Antônio Vieira veio com apenas 6 anos para o Brasil, passando pelo Rio de Janeiro e se fixando em Salvador, na Bahia. Aos 15, ingressou na Companhia de Jesus, movimento de catequização indígena.

9.  Em 1626, formou-se noviço e, depois, estudou teologia, lógica, física, metafísica, matemática e economia. Foi professor de humanidades e retórica em Olinda e, em 1634, ordenado sacerdote, na Bahia.

8. Muito afeito ao Rei Dom João IV, Padre Antônio Vieira foi chamado a Portugal e incumbido de negociar com a Holanda o término dos conflitos entre os países e a devolução do Nordeste brasileiro. Não teve sucesso na missão.

7. Quando voltou ao Brasil, passou a morar e a atuar no Maranhão. Em 1661, no entanto, foi obrigado a sair da região, pressionado pelos senhores de escravos, que se sentiam afrontados por suas posições contrárias à escravidão indígena.

6. Ao deixar o Maranhão, o padre sofreu mais um duro golpe. Em Lisboa, foi condenado pela Inquisição, por seus manuscritos “heréticos” e por defender os judeus, os cristãos novos (judeus convertidos ao Cristianismo) e os índios. Cumpriu dois anos de prisão em Coimbra e foi impedido de dar palavra. Depois, conseguiu, junto ao papa, sua absolvição da censura.

5. Anistiado, em 1669, passou a residir em Roma. Permaneceu na capital italiana por sete anos, sob a proteção da Rainha Cristina, da Suécia.

4. Em 1681, Padre Antônio Vieira voltou ao Brasil, dedicando-se somente à literatura. Morreu em 18 de julho de 1697, aos 89 anos, na Bahia.

3. A sua obra literária costuma ser dividida em três eixos: as profecias, as cartas (cerca de 500, principalmente sobre a relação entre Portugal e Holanda, a Inquisição e os cristãos novos) e os sermões (200, mais ou menos, com estilo barroco).

2. Há diversas lendas sobre a vida do padre. Segundo uma delas, Antônio Vieira, quando jovem, tinha imensa dificuldade de argumentar, nas atividades colegiais, e pedia frequentemente à Nossa Senhora das Maravilhas que melhorasse nesse quesito. Então, a santa, um dia, teria atendido às preces e o presenteado com a genialidade.

1. O poeta lusitano Fernando Pessoa qualificou o Padre Antônio Vieira como “o imperador da língua portuguesa”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s