10, 9, 8… Ariano Suassuna!


ariano-suassuna-depoimento-1

O Galo da Madrugada, conhecido como o maior bloco de carnaval do mundo, irá homenagear o escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, no desfile deste sábado. Para manter o ritmo da folia, o Livro Leve Solto traz 10 fatos e curiosidades sobre a vida e a obra do autor. Veja a seguir:

10. Ao contrário do que muita gente pensa (e que foi até motivo de polêmica no Big Brother Brasil), Ariano não é pernambucano. Ele nasceu em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa, capital da Paraiba, em 16 de junho de 1927. Em 1974, no entanto, recebeu o título de cidadão pernambucano, da Assembleia Legislativa do estado.

9. Seu pai foi assassinado por razões políticas no Rio de Janeiro, e a família passou a viver em Taperoá. Em 1942, Ariano mudou-se para o Recife, onde concluiu os estudos secundários e o curso de direito. Na faculdade, conheceu Hermilo Borba Filho e fundou o Teatro do Estudante de Pernambuco. Em 1947, escreveu a sua primeira peça, Uma mulher vestida de sol.

8. Em 1950, Ariano concluiu o curso superior e recebeu o Prêmio Martins Pena pelo Auto de João da Cruz. Voltou a morar em Taperoá, para se recuperar de um problema pulmonar. Dois anos depois, estava novamente no Recife, onde passou a conciliar a atividade teatral com a advocacia. Em 1960, graduou-se em filosofia.

7. A obra mais conhecida de Ariano, Auto da Compadecida, foi escrita em 1955 e tem personagens como João Grilo e Chicó. Além de ser uma das referências do Galo da Madrugada deste ano, junto a A pedra do reino, a peça foi levada para a televisão, em forma de minissérie, pela Rede Globo. Um ano depois, em 2000, a produção foi adaptada para o cinema.

6. Em 1956, Ariano tornou-se professor de Estética na Universidade Federal de Pernambuco, cargo do qual se aposentou em 1994. Em 1959, fundou, com Hermilo Borba Filho, o Teatro Popular do Nordeste. Também foi membro fundador do Conselho Federal de Cultura, diretor do Departamento de Extensão Cultural da UFPE, secretário de Cultura de Pernambuco nos governos Miguel Arraes e Eduardo Campos, além de Doutor Honoris Causa das universidades federais do Rio Grande do Norte e do Ceará.

5. O escritor é membro das Academias Pernambucana e Paraibana de Letras e da Academia Brasileira de Letras. Nesta última, assumiu a cadeira número 32 em agosto de 1989.

4. Ariano também é bastante conhecido por ter idealizado, em 1970, o Movimento Armorial, uma iniciativa de criação de arte erudita com base nos elementos da cultura popular nordestina. São expoentes do movimento artistas como Quinteto Armorial, Gilvan Samico e Antônio Carlos Nóbrega.

3. O romance A pedra do reino, lançado em 1971, inspirou a realização de uma cavalgada no município de São José do Belmonte, no interior de Pernambuco. Lá, Ariano mandou construir um santuário ao ar livre, composto por 16 esculturas de pedra, com 3,5 metro de altura, dispostas em círculo.

2. Regularmente, Ariano profere as chamadas “aulas-espetáculo”. Em auditórios ou teatros, fala sobre produções literárias e a cultura em geral. Os eventos são conhecidos pelo tom bem humorado adotado pelo escritor, que tem uma forte aversão ao uso de palavras em inglês, em detrimento do português.

1. Antes do Galo da Madrugada, Ariano foi tema de enredo no carnaval do Sudeste por três vezes. A primeira foi em 2002, pela escola carioca Império Serrano. A segunda, com a Mancha Verde, em São Paulo, em 2008. No ano passado, o Auto da Compadecida foi levado para o sambódromo pela paulista Pérola Negra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s