Autoral: Notícia


Esta notícia que me trazes

É notícia dos rapazes?

Não seja a tinta da guerra

Assinando o informe

De que não voltam a esta terra.

 .

Esta notícia que me cabe

Alguém neste mundo já sabe?

A morte já trai o suficiente

Não preciso ser a última

A dela se ver ciente.

 .

Esta notícia que me entrega

É carta branca que nos cega?

Que tira a cor de cada dia

E, mesmo nas alvoradas,

Os pássaros silencia?

 .

Esta notícia que me vem

Pode me ser de algum bem?

Ou é tragédia anunciada

Botão de vida que desfia

Outra alma encomendada?

 .

Esta notícia que aparece

É notícia que vale prece?

Coisa repentina que não larga

E dá outro tom de repente

A esta história já amarga.

 .

Esta notícia, mensageiro,

Carrega consigo o desespero

De mãe, de pai, de irmão

Que, no vão das suas letras,

Também descem pelo chão?

 .

Se carrega, peço a Deus

Que me abone desse adeus.

Meu suplício, mensageiro,

É de que a notícia em tuas mãos

Seja de que fui primeiro.

Tiago Cisneiros

Se você quer ter um texto publicado no nosso espaço Autoral, entre em contato conosco, pelo Facebook, pelo Twitter ou pelo e-mail livrolevesolto@gmail.com. 

Anúncios

Um comentário sobre “Autoral: Notícia

  1. Achei sensacional. Lembrei muito das cartas que meu avô enviava ao meu bisavô quando estava na guerra. Parabéns, Tiago! Tocante 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s