Poucas Linhas


O francês Houllebecq cancelou promoção de livro polêmico lançado no dia do atentado à revista Charlie Hebdo

Abalado pela morte de amigo, o francês Houllebecq cancelou promoção de livro polêmico lançado no dia do atentado à revista Charlie Hebdo

Completada a segunda semana de 2015, a seção Poucas Linhas volta à cena, com pílulas das principais notícias literárias dos últimos dias.

Islamofobia Mesmo sem querer, o escritor francês Michel Houllebecq não podia ter conseguido um timing melhor para o lançamento do seu novo livro, Soumission (“Submissão”). Criticada por pregar a islamofobia, a obra foi lançada em 7 de janeiro, exatamente no mesmo dia em que extremistas muçulmanos atacaram a revista satírica Charlie Hebdo e assassinaram 12 dos seus colaboradores. O problema é que Houllebecq era grande amigo de um dos mortos, Bernard Maris. Por tudo isso, o autor cancelou a promoção da publicação e exilou-se no interior do país.

O poder de Zuck Outra obra que começou 2015 bombando foi O fim do poder, do venezuelano Moisés Naím, economista e articulista do jornal espanhol El País. E o que fez com que esse livro, lançado em maio de 2013, experimentasse tamanho sucesso só agora? O Facebook. É que o fundador da rede social mais popular do planeta, Mark Zuckerberg, decidiu que este seria o “ano dos livros”, criou uma comunidade virtual de discussões literárias e comunicou que sua primeira leitura seria O fim do poder. Três horas depois, estavam esgotados os exemplares das livrarias norte-americanas Amazon e Barnes & Noble. Novas tiragens, inclusive em outros idiomas, já estão no forno…

Mago O escritor brasileiro de maior sucesso mundial, Paulo Coelho, está preparando a abertura de uma fundação com o seu nome, em um espaço de 200 metros quadrados, em Genebra, na Suíça, onde mora há cinco anos. O local exibirá documentos, mobiliário, presentes de admiradores, fotografias, pôsteres de livros, manuscritos, entre outros itens. Para ampliar o alcance do acervo, o autor de O Alquimista também pretende lançar um museu virtual.

Mais um A escritora norte-americana Gillian Flynn revelou ao jornal The New York Times que está pensando em produzir uma sequência para o livro Garota Exemplar, que fez sucesso tanto na versão literária, quanto na cinematográfica (lançada em 2014). O filme, dirigido por David Fincher e estrelado por Ben Affleck e Rosamund Pike, arrecadou 365 milhões de dólares nas bilheterias mundiais.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s