R.I.C.H, de Victor Dreyer | Por Eduardo Vieira


Na última quinta-feira de cada mês, Eduardo Vieira abre espaço na sua coluna para autores pernambucanos ainda pouco conhecidos pelo grande público. Em março, ele escolheu Victor Dreyer, de 30 anos.

Além de escritor, Victor é “cineasta, publicitário e malandro”, segundo sua própria definição.  Abaixo, confira o poema R.I.C.H, selecionado pelo colunista do LLS.

Não são horas, são honras.

Não são pedaços, são inícios.

Não são sonhos, são placas.

Não são verbos, são ofícios.

Não são ditos, são livres.

Não são símbolos, são vícios.

Não são todos

Que sabem

Que o objetivo

É o risco.

Eduardo Vieira tem 25 anos, é recifense e assina uma coluna semanal no Livro Leve Solto, publicando textos às quintas-feiras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s