talvez | Por Luiz Henrique Ramos


talvez não haja saída
talvez haja apenas entradas
talvez amanhã faça sol
talvez seja você o sol de amanhã
talvez seja tarde pra dizer oi
talvez seja cedo pra dizer tchau
talvez demais seja pouco
talvez o pouco seja suficiente
talvez você me entenda
talvez nem pra mim eu faça sentido
talvez fazer sentido não faça sentido algum
talvez algum dia você entenda isso
talvez a tal vez não tenha sido lá a certa
talvez a tentativa não dê em nada
talvez tudo dependa dela
talvez talvezes não me sirvam
talvez seja deles de que sou feito

Luiz Henrique Ramos tem 21 anos, é recifense e assina uma coluna quinzenal no Livro Leve Solto, aos sábados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s