5 curiosidades do português – parte final

cinco português

Você sabe: nada é eterno. Decidi guardar para o último dia de 2014 a despedida da seção fixa mais tradicional do Livro Leve Solto. Com 20 edições, o quadro As cinco do português levou aos leitores do blog cem dicas e curiosidades sobre o nosso idioma. As derradeiras, você confere a seguir:

1. Talvez você já saiba que o verbo “haver”, quando empregado com o sentido de “existir”, é impessoal, devendo ser conjugado na terceira pessoa do singular. Por exemplo: “Havia muitas pessoas na sala”. O detalhe é que a regra também vale para quando “ter” é utilizado com o mesmo significado. Assim, o correto é dizer que “tinha muitas pessoas na sala”, e não que “tinham muitas pessoas na sala”.

2. A frase “somos nós que fazemos a festa” está correta? Eu sei, parece que sim. Mas acredite: o certo mesmo seria dizer “é nós que fazemos a festa”. Isso porque essa sentença apenas inverte a ordem de “nós é que fazemos a festa”, na qual a expressão “é que” atua como uma locução de realce.

3. Se 2014 não foi bom para você, não tenha medo e assuma que a situação está ruça. Isso mesmo, com Ç. A palavra que designe o mau momento não tem ligação alguma com a Rússia, mas, sim, com uma tonalidade escura, parca, também chamada ruça.

4. Primeiro, a obrigação; depois, o lazer. Mas é a obrigação a alguma coisa ou a obrigação de alguma coisa? Aí depende. É que, se a palavra seguinte for um substantivo, a preposição correta é “a”. Se for um verbo, a indicada é “de”. Exemplos: a obrigação ao preenchimento / a obrigação de preencher.

5. Se existe alguma chance de sair uma nova edição de As cinco do português? Quem viver verá. Assim mesmo, sem vírgula entre o “viver” e o “verá”. Sei que parece estranho, mas, nesse tipo de frase, é preciso ter em mente que o verbo principal é o segundo. De certa forma, ele refere-se a um sujeito definido por “quem viver”. Assim, não podemos separar os termos da oração.

Veja as edições anteriores de As cinco do português:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Parte 7

Parte 8

Parte 9

Parte 10

Parte 11

Parte 12

Parte 13

Parte 14

Parte 15

Parte 16

Parte 17

Parte 18

Parte 19

Anúncios

5 curiosidades do português – parte 19

cinco português

1. Sabe o que existe em comum entre “destrato” e “distrato”? O efeito: provavelmente, fazendo um ou outro, você ficará mais longe da outra pessoa. Fora isso, as palavras não podem ser confundidas. A primeira forma remete a agressão, a ofensa, enquanto a segunda faz referência ao ato de desfazer um trato, um acordo.

2. Como você elogia – com exagero – aquele(a) amigo(a) que se esforçou tanto para perder peso? Se você diz que ele(a) está “magérrimo(a)”, saiba que, a rigor, está incorrendo em erro. Essa palavra, embora bastante usual, é rejeitada por boa parte dos especialistas em língua portuguesa, que admitem apenas “magríssimo(a)”, como forma vulgar, e “macérrimo(a)”, como erudita.

3. Poucas coisas incomodam tanto numa conversa quanto ouvir uma palavra sendo pronunciada incorretamente, não é? Então, fique atento para duas dicas: a) o nome daquela assinatura rápida em um papel é “rubrica”, e não “rúbrica”; e b) se você quiser oferecer “subsídios” a alguém, fale o “S” com som de “C” (e não como se a grafia fosse “subzídio”).

4. O verbo “implicar”, assim como o Bombril, tem 1.001 utilidades. Você só precisa ficar atento às relações entre a sua transitividade e os seus possíveis significados. Por exemplo: quando for usado como sinônimo de “irritar”, deve ser sucedido pela preposição “com”. No entanto, como transitivo direto (sem preposição), o verbo pode ter o sentido de “dar a entender”, “provocar” e até “comprometer” ou “envolver”.

5. Para encerrar, fica o apelo para que ninguém volte a errar o emprego da palavra “afim” e da expressão “a fim”. A primeira é um adjetivo, sinônimo de “igual”, “semelhante”. Já “a fim (de)” é uma locução, utilizada com o sentido de exprimir um propósito, um objetivo ou um desejo.

Veja as edições anteriores de As cinco do português:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Parte 7

Parte 8

Parte 9

Parte 10

Parte 11

Parte 12

Parte 13

Parte 14

Parte 15

Parte 16

Parte 17

Parte 18