Sessão de domingo: Patativa do Assaré – Ave Poesia

patativa do assaré

Na última quinta-feira, dia 5 de março, o cearense Antônio Gonçalves da Silva teria completado106 anos. Mais conhecido como Patativa do Assaré, o poeta e compositor popular ganhou notoriedade nacional, graças à habilidade de memorizar seus versos e à beleza com que abordava as pessoas e a vida no Nordeste.

Morto em 2002, o artista teve a sua história retratada no documentário Patativa do Assaré – Ave Poesia, do diretor Rosemberg Cariry. O filme, construído a partir de mais 100 horas de material bruto, coletado ao longo de 27 anos, foi lançado em 2007 e está disponível na íntegra, no Youtube. Assista clicando abaixo:

Sessão de domingo: Lixo extraordinário

10966840_867093323356235_152936386_n

A Sessão de domingo de hoje é diferente. Em vez de indicar um filme inspirado em alguma obra, autor ou episódio literário, optei por seguir o caminho inverso. Na última semana, encontrei à venda o livro Do lixão ao Oscar, de Tião Santos, e me lembrei do documentário Lixo extraordinário, do qual ele foi personagem.

Assisti ao filme no ano passado, em um centro cultural do Recife, e achei realmente inspirador. O documentário retrata a atuação do artista plástico Vik Muniz no aterro sanitário Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro, entre 2007 e 2009. Um grupo de catadores, incluindo Tião, é entrevistado e fotografado, dando origem a uma bela exposição de arte. O paulista Vik Muniz, para os que não conhecem, é conhecido internacionalmente por prezar pela reutilização de materiais na construção de seus projetos.

Com direção de Lucy Walker e codireção de João Jardim e Karen Harley, Lixo extraordinário conquistou honrarias importantes no Brasil e no exterior. Entre eles, estão o Prêmio da Anistia Internacional e o Prêmio do Público de Melhor Documentário do Festival de Berlim de 2010, além da indicação para o Oscar de melhor documentário de 2011. Para saber mais sobre o filme, clique aqui.

Assista a seguir: